Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

22 outubro, 2005

Perfil do Eleitor


"Datafolha dá 57% ao "não" e 43% ao "sim" no referendo"

O comentário à pesquisa do data Folha, feito pelo Portal Terra, onde ancoramos a presente postagem, trás a baila números esclarecedores, quem quiser ver a matéria completa, é só Clicar Aqui.

Pelos números apresentados na pesquisa, foi confirmando o que já se percebia, o “NÃO” teve um crescimento muito grande depois do início da propaganda eleitoral obrigatória no rádio e na televisão. Uma verdadeira "virada" se sucedeu, na medida que a população tomou conhecimento real de quais eram as propostas de ambos os lados. Só para ilustrar, há três meses as pesquisas indicavam 80% para o “sim” e 20% para o “NÃO”.

Outro dado interessante registrado na pesquisa, a maior concentração de votos no “não” está na Região Sul do país, onde se registra que 81% dos moradores daquela região fazem essa opção, Estados que possuem também o maior número de armas registradas (8%). No Sudeste o “NÃO” obteria hoje 53% e o “sim” 47% dos votos válidos. O Nordeste é a única região na qual o “sim” supera o “NÃO”, com percentuais de 53% a 47% dos votos válidos

Associado a questão regional, está também a questão cultural, a pesquisa indica que a opção pelo “NÃO” é proporcionalmente maior entre àquelas pessoas com maior grau de escolaridade. 55% dos entrevistados com apenas o ensino fundamental votam “sim” e 63% dos entrevistado com escolaridade superior votam “NÃO”.

Pobreza também é fator influente na opção eleitoral. 55% das pessoas que ganham menos de cinco salários mínimos votam “NÃO”, mas o índice aumenta para 70% se a renda familiar aumenta para de cinco a dez salários mínimos, ou seja, pode-se concluir que quanto melhor for a condição sócio-cultural do cidadão, mais esse eleitor vota no “NÃO”.

Também exorcizando a satanização da opção pelo “NÃO”, a pesquisa aponta que 60 % dos que se declaram católicos votarão no “NÃO”, contrariando a orientação da própria Confederação Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB. É a igreja indo para um lado e a sociedade indo para outro.

A pesquisa vem em boa hora e serve não só para indicar a vitória de uma opção de cidadania, como também para traçar melhor o perfil do eleitor de cada lado.

6 comentários:

VERA disse...

Estou cansada, tenho realmente feito uma campanha maciça em todos os meus blogs uns 10, para o NÃO...espero que não haja "falcatrua"...BOM FIM SEMANA, BJS

Marcos disse...

Ozeas :

Boa tarde

&***%%$$$ não pode não,o blig é um blog de familia, agora se você escrever a pita que pariu ou filha da pita passa....

Abçs,

Marcos
www.gotasdefel.blig.ig.com.br

vera disse...

Ozeas, eu encontrei um texto muito interessante e realista que foi escrito em 2001 - Era I do "nosso patrão", nem dá para acreditar o quanto é tão verdadeiro...tem a fonte. Bjs BOM FIM SEMANA

Elaine disse...

Sabe o que eu venho pensando. Se a sociedade(embora pequena) se mobilizou pelo não e deu certo porque não iniciamos uma campanha para as eleições 2006 com vários artigos e informações importante, inclusive com os nomes de todos aqueles que participaram dessa vergonha nacional que foram os mensalões, mensalinhos e afins.
Beijins...Elaine

Marcelo Orlando disse...

Uma caminhada rumo a vitória... Sábado, pela manhã, eu vi uma reportagem no Globo News que indicava 55% a favor do Não contra 45% a favor do Sim... abços..

Alice disse...

Tbm espero que o " Não " ganhe ,sou discipula do S.Thomé ,espero o resultado ,tenho medo de pesquisas rs
Coloquei seu post lá :) , brigada e bom domingo.
Bjins