Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

03 julho, 2005

Repassando, sempre em boa hora

Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça.
Um dia, ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo. Assim,ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo.
Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário:
-Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento durante 3 dias, no terceiro dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo.
Neste momento, o porco escutava toda a conversa.
No dia seguinte deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse: -Força amigo! Levanta daí, senão você vai ser sacrificado!!!
No segundo dia, deram o medicamento e foram embora. O porco se aproximou do cavalo e disse: -Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer! -Vamos lá, eu te ajudo a levantar... Upa! Um, dois, três.
No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse: -Infelizmente, vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.
Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse: -Cara é agora ou nunca, levanta logo! Coragem! Upa! Upa! isso,devagar! -Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal, agora mais depressa ai... -Fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa!!! Você venceu, Campeão!!!
Então de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou: -Milagre!!! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa..."Vamos matar o porco!!!"
Ponto de reflexão: Isso acontece com freqência no ambiente de trabalho. Ninguém percebe, quem é o funcionário que tem o mérito pelo sucesso.
"Saber viver sem ser reconhecido é uma arte."
"Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se: Amadores construíram a Arca de Noé e profissionais, o Titanic."
"Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser uma pessoa de sucesso."

2 comentários:

Janaína (Aluna do próximo 7º período noite na Plinio) disse...

Excelente esta passagem, já havia recebido-a por e-mail. Mas é sempre bom relembrar, pois trazendo para a vida real, isso realmente ocorre a todo instante em várias empresas. Parabéns pela exposição!

Ozéas disse...

Pois é, recebi por e-mail e por um acaso da vida, me pareceu boa hora para divulga-la, na verdade, era a minha hora de pensar no assunto. O pior é que me senti um pouco cavalo, um pouco porco.