Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

14 novembro, 2005

Rapidinha

Extra, Extra, Extra:

"Deputado petista contrai febre aftosa. Será preciso abater todo o rebanho!"

Colaboração: maegussem

6 comentários:

Saramar disse...

rsrsrsrsrsrs...Creio que o certo é febre maculosa, de mácula! Sim, abater todo o rebanho é fundamental para a saúde do país.

Jussara disse...

Cadê o celerado do Arthur Virgilio, o safado do Goldman, o nazista Bornhausen, os ACMs grampo e grampinho, Álvaro Dias irônico, o mico Onyx do PFL para comentar isso que eles aprovaram junto com o FHC.
HERANÇA MALDITA DE 27 BILHÕS DE PREJUÍZO AO PAÍS. ESSE É JEITO TUCANO DE GOVERNAR.
Governo Lula recebe mais uma "herança maldita" de FHC Uma medida fiscal adotada pelo governo Fernando Henrique Cardoso em 1998 foi considerada inconstitucional, na semana passada, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A norma, baixada de forma irregular na era FHC, representa uma conta a mais a pagar pelo governo Lula, que pode chegar a R$ 27 bilhões. Em 1998, o governo FHC aumentou de 2% para 3% a alíquota da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e ampliou a base de cálculo dessa contribuição e do Programa de Integração Social (PIS). A medida fazia parte do pacote fiscal baixado no primeiro mandato do ex-presidente Fernando Henrique. Na semana passada os ministros do STF concluíram, por seis votos a quatro, que as alterações na cobrança do PIS e da Cofins, por meio da Lei 9.718/98, não poderiam ter sido feitas dessa forma. Na época, não havia no texto da Constituição um dispositivo autorizando a mudança por meio de uma lei ordinária, como ocorreu. "Uma lei ordinária que ofenda a Constituição não é perdoada jamais pela Constituição. E o perdão não pode ser pedido pela emenda", explicou o ministro do STF, Carlos Ayres Britto. Aposentados - Para o deputado Carlito Merss (PT-SC), essa é mais "uma herança maldita deixada pela incompetência do governo FHC". " E essa não é a primeira herança que o governo Fernando Henrique nos deixou. O governo Lula ainda está pagando a dívida dos aposentados, que o governo passado não honrou", afirmou o deputado Merss. Sobre essa dívida, ao assumir o governo, o presidente Lula determinou a revisão e o pagamento dos valores atrasados referentes aos benefícios previdenciários concedidos entre março de 1994 e fevereiro de 1997 e não pagos pelo governo FHC. A dívida, da ordem de R$12 bilhões, já se arrastava há dez anos e o acerto de contas beneficiou mais de 1,8 milhão de aposentados que tiveram correção nos seus benefícios chegando, em alguns casos, a 39,67%. O deputado Carlito Merss alertou que "com mais esta conta para pagar, deixaremos de ter mais dinheiro no orçamento para investimentos, principalmente na área social". "O governo FHC nos entregou um país quebrado e isso mostra a postura autoritária do governo passado", ressaltou. Para o deputado Luciano Zica (PT-SP), "é lamentável que a Justiça demore tanto tempo para julgar uma questão que tem grande impacto financeiro tanto para as empresas quanto para o governo". Para ele, "infelizmente, o governo FHC deixou muitas contas a pagar para o governo Lula", ressaltou. "Essa decisão do STF revela o que já afirmávamos, que muitas das medidas fiscais adotadas pelo governo passado eram inconstitucionais. Agora, o governo Lula tem mais uma dificuldade para superar", lamentou Zica . Na opinião do deputado Nilson Mourão (PT-AC), a decisão do STF só revela "mais uma das irresponsabilidades do governo FHC". "Agora, os efeitos negativos da medida fiscal inconstitucional adotada pelo governo anterior, explodem no governo Lula", queixou-se o parlamentar.


http://www.porumnovobrasil.org/web/

Elaine disse...

Quem dera que fosse realmente possível! (rs)

Ozéas disse...

A Jussara não aprende mesmo, entra sem bater, fala um monte e coisa sem ser convidada, viras costa sem dar pelo menos bom dia.
Continuo preservando o espirito democrático do blog, não vou retirar a postagem. É chata e ridícula, mas ainda não vou retirar.
Agora vai um conselho pra Jussara, menina monte um Blog rasoável pras pessoas te darem um alô por lá, ainda não estou sublocando espaço no meu e, meus amigos não são lá seu público.
Se acha minhas posições desconfortáveis pra vc, faz assim, nem entra por aqui, até porque vc nunca foi convidada.

Serjão disse...

É brava a Dona aí, hein Ozéas. Ela precisa fazer alguns cursos para se atualizar. O Fórum do PT vai ser bom para ela. (rs)
Mas falando sério para defender Lula e O PT nesta altura do campeinato o cabra tem que ser uma das duas coisas: ou um completo alienado ou estar morrendo de medo do cara sair e perder a teta que que lhe alimenta. Lembra do garotinho que disse que o PT era o partido da Boquinha. Nisso (e só nisso) ele não estava errado.

Marcelo Orlando disse...

hehehe