Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

12 novembro, 2005

Despachos do Senhor Ministro


MINISTÉRIO DA JUSTIÇA - GABINETE DO MINISTRO

PORTARIA Nº 1.600, DE 22 DE AGOSTO DE 2005

O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições legais, com fulcro no artigo 10 da Lei nº 10.559, de 13 de novembro de 2002, publicada no Diário Oficial de 14 de novembro de 2002 e considerando o resultado do julgamento proferido pela Primeira Câmara da Comissão de Anistia, na sessão realizada no dia 16 de março de 2005, no Requerimento de Anistia nº 2003.01.17634, resolve: Reconhecer a condição de anistiado político de HERMANO DE DEUS NOBRE ALVES, concedendo-lhe as reparações econômicas, de caráter indenizatório, em prestação única pela cassação de seu mandato de Deputado Federal e suspensão de seus direitos políticos por 10 (dez) anos, no valor correspondente a 300 (trezentos) salários mínimos, equivalente nesta data a R$ 90.000,00 (noventa mil reais), e em prestação mensal, permanente e continuada, pela perda de emprego de Jornalista, no valor de R$ 14.777,50 (quatorze mil, setecentos e setenta e sete reais e cinqüenta centavos), em substituição à aposentadoria excepcional de anistiado político, proveniente do beneficio do INSS nº 58/1103022854, sendo que, os efeitos financeiros retroativos incidirão somente na diferença entre o valor concedido e o valor de R$ 2.095,54 (dois mil, noventa e cinco reais e cinqüenta e quatro centavos), que já percebe, totalizando o valor de R$ 12.681,96 (doze mil, seiscentos e oitenta e um reais e noventa e seiscentavos), com efeitos retroativos de 16.03.2005 a 07.02.1992, perfazendo um total indenizável de R$ 2.160.794,62 (dois milhões, cento e sessenta mil, setecentos e noventa e quatro reais e sessenta e dois centavos), nos termos do artigo 1º, incisos I e II c.c artigos 4º, § 2º, e 19 da Lei nº 10.559, de 2002.

MÁRCIO THOMAZ BASTOS - D.O.U., 23/08/2005

-----------------------------------------------------------------------------

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA - GABINETE DO MINISTRO

PORTARIA Nº 1.603, DE 22 DE AGOSTO DE 2005

O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições legais, com fulcro no artigo 10 da Lei nº 10.559, de 13 de novembro de 2002, publicada no Diário Oficial de 14 de novembro de 2002 e considerando o resultado do julgamento proferido pela Primeira Câmara da Comissão de Anistia, na sessão realizada no dia 08 de junho de 2005, no Requerimento de Anistia nº 2001.02.01509, resolve: Declarar JOSE AUGUSTO DE GODOY anistiado político, concedendo-lhe reparação econômica, de caráter indenizatório, em prestação mensal, permanente e continuada, correspondente ao cargo de Editor de Arte, no valor de R$ 12.454,77 (doze mil, quatrocentos e cinqüenta e quatro reaise setenta e sete centavos), com efeitos retroativos da data do julgamento em 08.06.2005 até 06.09.1991, perfazendo um total retroativo de R$2.227.120,46 (dois milhões, duzentos e vinte e sete mil, cento e vinte reais e quarenta e seis centavos) e a contagem do tempo, para todos os efeitos, do período compreendido entre 05.12.1970 e 13.12.1971, perfazendo um total de 01 (um) ano e 08 (oito) dias, nos termos do artigo 1º, incisos I e II c.c artigos 4º, § 2º, e 19 da Lei nº 10.559, de 2002.

MÁRCIO THOMAZ BASTOS D.O.U., 23/08/2005

11 comentários:

Gusta disse...

Canalhas!!

Marcos disse...

Caro Ozeas :

Em 1.972 eu com 4 anos de idade me assustei e me escondi atrás da saia da minha mão ao ver um soldado do exercicitono centro de SP, minha mãe é testemunha, o cruel militar ainda me olhou feio e fez gestos ameaçadores, isto me marcou muito e tive problemas a vida inteira com isto, será que dá para eu levantar umas 4 pilas com esta história, conto com a sua assessoria juridica, meio a meio falou ????

Abçs

Marcos

Beto disse...

Legal! Fui o visitante número 5000 do seu blog, atualizei...5001. Viu?

Elaine disse...

E os outros cidadãos brasileiros que tiveram seus "direitos" cassados pelos governantes militares. O brasileiro foi cerceado durante os anos da ditadura de vários de seus direitos. Se eles tem direito porque ou foram "cassados ou não puderam exercer suas "funções" o povo tem seu direito de exigir indenização por danos morais pelo tempo de estagnamento e atraso no desenvolvimento do país. Todos nós fomos prejudicados.
Essa lei é uma vergonha!
Beijins e bom domingo!
Sds...Elaine Paiva

Anônimo disse...

Estou com Miguel Reale e também não abro! Gosto quando me visita. Bjs de fãzona amiga.

Lata Mágica disse...

Oiiii, Ozéas,

Não mais chamaremos de doutor, mas professor Ozéas sim:)))

Deixamos um recado no blog a todos os nossos visitantes. Por favor passe lá.

Serjão disse...

Não me conformo. 12 paus para o Boal??? mais 3 milhas retroativas. É para mudar de país.

Santa disse...

Já que é para distribuir. E para aqueles que perderam os seus (pobres e ignorantes), nas ligas camponesas,não tem nada?

Alice disse...

To fazendo " cara de idiota " ,é isso que pensam que somos :(

Saramar disse...

Ô beleza, como é bom ser companheiro!
Eu já disse: essa é mais nova moeda de troca do PT. Mais uma forma de comprar silêncios e apoios.

Lixo! Eles são um lixo muito caro para o país.

Nemerson Lavoura disse...

Só tenho uma palavras para estes progressistas bem-remunerados: LADRÕES !