Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

15 janeiro, 2006

Procura-se


O anuncio saiu hoje no jornal “O Dia” no Rio de Janeiro.

Por questões éticas omiti a identificação da Instituição de Ensino, até porque sou profissional de outra casa.

Mas o anuncio me lembrou o Detran da minha cidade a cerca de dez anos atrás, na oportunidade o órgão expediu carteira de habilitação para um cego. A coisa funcionava na base do “pagou passou”.

Diante da propaganda ora postada passo a achar mais honesta uma outra Instituição, que exigia um quilo de alimento não perecível como forma de pagamento para inscrição no seu vestibular. Famosa por ter em certa feita enviado pelos correios os carnês de pagamento para todos que se inscreveram no vestibular, antes mesmo da realização da prova, essa arapuca educacional pelo menos deve ter alimentado algum abrigo de crianças ou velhinhos.

5 comentários:

N. Cotrim disse...

Aqui em Juiz de Fora tem uma outra faculdade (além dessa do anúncio) que oferece o tal "vestibular eletrônico", como eles mesmos anunciam, com várias opções de dia e horário para o vestibulando escolher... Um absurdo!

Abraços!

Vera disse...

Mestre Ozéas:como diz(ia) Bóris Casoy --ISSO É UMA VERGONHAAA!!! Beijos de fãzona!

Saramar disse...

ozéas, mande para o Lula. Quem sabe assim, ele se torna universitário?

Serjão disse...

Ozeas. Foi esta mesma Universidade que aprovou um analfabeto (isso mesmo)no Vestibular de Direito? E quanto ao vestibular por computador afirmo que é a mais pura verdade. Tenho um amigo que está lá e entrou assim. Vc fez UFF. Como era ralado entrar para nossa Fluminense.

Alice disse...

Bem, a resposta esta ai , para o nível ,de alguns chamados " profissionais " .
Bjins