Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

21 março, 2006

P P P


A empregada domestica Angélica Aparecida Souza Teodoro, de 18 anos, está presa a 123 dias.

Presa em flagrante em 16 de novembro e levada para delegacia policial, Angélica foi denunciada por roubo e aguarda julgamento.

O crime de Angélica: roubou um pote de 200g de manteiga no valor de R$ 3,10 para alimentar seu filho que passava fome.

O proprietário do estabelecimento, Dadiel Araújo, alegou na delegacia que foi ameaçado de morte por Angélica.

Angélica foi presa pelo irmão do dono do mercado, o sargento da policial militar aposentado Jadiel de Araújo.

O advogado de Angélica, Nilton José de Paula Trindade, entrou com quatro pedidos de liberdade provisória e todos foram negados pela Justiça. Angélica não registra antecedentes criminais.
Leia mais

Diariamente ensino e repito aos meus alunos, neste país só vão para cadeia os três pês:

Os Pretos, as Putas e os Pobres.

19 comentários:

Star disse...

Ozeas,

Como a menina é preta e pobre, eles deduziram que é também puta, ferrou!

Walter Carrilho disse...

E os deputados são aplaudidos quando confessam o crime...e fica nisso, né?

Mas que beleza...

Casos como esses são mais comuns do que eu imaginava...

luma disse...

Vi no jornal da noite. Estão adorando o ibope da notícia. Afinal, ela ameaçou mesmo o cara ou não?

Boa semana!! Beijus

Saramar disse...

Ozéas, bom dia.
Isso é a forma mais abjeta de se aplicar a justiça.
Enquanto so políticos criminosos confessos perante as câmeras continuam flanando por aí, uma morta de fome está na prisão por um pote de manteiga.
É a mais completa inversão do princípio jurídico da relevância.

Beijos

Gusta disse...

Pois é!!!

Bjs

Santa disse...

É o país da pena para muitos e impunidade, para alguns...

Alexandre, The Great disse...

Mudar esta realidade é missão dos "ex" e atuais alunos seus, haja vista estarem, ao final do curso, habilitados a ingressarem no Judiciário, data venia.

Vera disse...

Boa noite mestre Ozéas: é abominável!!! :-) Bjs de fãzona

Serjão disse...

Mesmo que ela esteja errada estamos num país em que não há moral para puni-la. Os motivos vc está cansado de saber. Abraços

Vanessa Valentin disse...

É verdade... aprendi isso na aula de Proc. Penal e nunca mais vou esquecer!!!

AZIMUTH disse...

Amigo, é nessas horas que eu sinto uma vergonha imensa em ser brasileiro...
Abs,
N. Cotrim

Ricardo Rayol disse...

Li essa notícia e acehi tão bizarra que não consegui encontrar palavras para um post. Graças a Deus temos nosso Ozeas para manifestar sua indignaçao

Alice disse...

Então tá acabei de colocar a letra da música do Biquini Cavadão ,Zé Ninguém, no meu post hj ...pelo visto tbm cai feito uma luva no seu , apesar de diferentes :)

"Eu sou do povo,
eu sou um Zé Ninguém
Aqui embaixo, as leis são diferentes
Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém
Aqui embaixo, as leis são diferentes "

Bom final de semanan :)
Bjins

Alice disse...

Acabou da dar no rádio , soltaram !!!!
Bjins

Nat disse...

Ozéas,

Também há 2 pesos e 2 medidas entre os seres angelicais. Angélica, presa. Angela (a guaxinim) dançando pela impunidade. Que país é este?

Blogue da Magui disse...

Sei ao. Eu acho qeu TODOS devem ser processados e presos. Nao se pode alegar soltar a mo�a como defesa que os outros nao sao punidos.
Entre seus alunos pode estar um futuro magistrado e o seu inconsciente � formado assim.

Elaine disse...

Oi Tio!! Tudo bem?
Estou com saudades de vocês, mas também estou na correria.
Passei aqui para te deixar um beijinho e desejar um ótimo final de semana para vc e a todos que ama!
Beijos...Elaine Paiva

Camarada Arcanjo disse...

Eu fiquei estarrecido com este caso quando assisti a reportagem na televisão.
Este é apenas um caso dos milhares de casos semelhantes que devem existir. Por causa de uma latinha de manteiga.
Certo. Mas tentou roubar, fez errado. Mas 128 dias de cadeia, quando outros comentem crimes piores e paga a pena com cesta básica. Um país sem justiça não tem condições mínimas para manter uma democracia.

Anônimo disse...

Bom façamos uma avaliação:

Um outro modo de pensar.

128 dias divididos 30 - 4,2 meses

4,2 multiplicado por aproximadamente R$ 800 que é o custo de um preso ao governo.

Então R$ 3360,00 reais despreendidos pelo governo para detenção de um cidadão, não poderia ser utilizado para readaptar essa pessoa a sociedade? Um crime, de fome, não poderia ser punido com tal.