Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

22 outubro, 2008

Atenção crianças, não tentem fazer isso em casa!


Cada coisa... Já soube que uma vez um menino ficou preso numa piscina de um clube do subúrbio no Rio, a criatura colocou seu "brinquedinho" no buraco de sucção, na parede da piscina, ai só teve um jeito, chamar os bombeiros para tirá-lo de lá "inteiro". Fico imaginando a gozação que esse garoto sofre até hoje.

No outro dia li quem um indiano se casou com uma cadela, parece que era pra se livrar de uma maldição relacionada a morte de outros dois caninus. Será que nesse casamento tem dever conjugal obrigatório?

Curiosidades e fetiches à parte, quem não os tem, mas como diria o profeta, há coisas e coisas!

Hoje, dando uma volta no portal Terra, noticias popular, encontrei um link interessante, Lavador de carros e preso por sexo com aspirador, não fiz por menos, fui lá pra conferir... não é que o camarada estava se aproveitando do coitado do aspirador da empresa!

Parece que depois da temporada na cadeia, o dono da lavadora de automóveis vai obrigar o rapaz a reparar seu erro, vai obrigá-lo a se casar com o aparelho.

Ele não é o primeiro, nem será o último, a notícia fala também num polonês, que em março justificou o flagrante dizendo que estava aspirando a cueca. Conta outra vai...

7 comentários:

Star disse...

Coisas de homem...







... espero!

Magui disse...

O culto ao falo sem respeito é difundido de várias formas e o resultado pode ser este.O homem coloca os seus documentos em lugares inapropriados e muitos , contaminados, são perdidos.Pena quando nós outros, que não temos nada com isso pagamos os resutados com os nossos impostos para conseguir uma segunda via.

Ricardo Rayol disse...

isso seria considerado assédio sexual?

Ozéas disse...

Caro Ricardo, deve-se verificar alguns itens:
1) Houve consentimento?
2) O aparelho dentro da vida média de utilização ainda é menor?
3) O cidadão se valeu da sua condição de superior hierárquico para obrigar o aparelho ao ato?
Abç

Star disse...

Fiquei comovida com a preocupação do Rayol e a pronta disposição do Ozeas em assumir a defesa do aspirador estuprado.

Isso meninos! Não percam a disposição de lutar pelos fracos e oprimidos.

Bom fim de semana

Beijo

Elaine Paiva disse...

Caraca!! Coitado do aspirador de pó. Eu hein. Gente maluca! Se ainda faltasse mulher no mundo, eu até entenderia, mas num é o caso!!! Vê se as mulheres fazem essas maluquices??!! Homens!!!

Leite de Pedra disse...

Moral da História: aspirar é preciso!