Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

21 novembro, 2007

Cambista Brasilis



Para aqueles que ainda não sabem, “sou tricolor de coração / sou de um clube tantas vezes campeão...” portanto, certamente no Blog do Ozéas não haveria nenhum comentário sobre outro clube carioca, menos por respeito e mais por princípio de torcedor fanático que sou, mas essa não deixos passar.

Acontece que com meu time já classificado para a Copa Libertadores da América de 2008, certame que pelo menos outros seis clubes ainda disputam uma vaga através do Campeonato Brasileiro de 2007, ficou meio sem graça a competição para o Fluminense, que mesmo campeão do torneio em curso não conseguiria mais do que já conseguiu ao ser campeão da Copa Brasil de 2007, a sonhada vaga para a copa internacional e, quem sabe, o passaporte para o campeonato mundial interclubes.

Assim, na falta do que fazer, ouvindo uma das intermináveis resenhas de futebol pelo rádio (AM), descubro um fato no mínimo inédito e com a cara do Brasil.

Explico, acontece que o time do flamengo (com letra minúscula mesmo), depois de ter conseguido chegar próximo da classificação para a Copa Libertadores da América, isso porque matematicamente tem chances de disputar uma de duas últimas vagas de classificação, resolveu mobilizar a sua torcida através de inteligente manobra de marketing esportivo, ou seja, apoiado na promoção da empresa suíça Nestlé, disponibilizou 32.730 ingressos de arquibancada para quem levasse uma lata do produto Neston, em troca de um dos ingressos.

Sem querer discorrer sobre a desorganização para a troca do produto pelo ingresso, que até agora ainda não aconteceu, muito pelo contrário, alguns torcedores já passaram duas noites sem sucesso nas filas que se instalaram nas bilheterias do Maracanã, o que mais me chamou a atenção foi o fato de que o farináceo Neston, custa em torno de R$ 5,00 nos supermercados, mas já apareceram nas filas de espera os mais malandros, que vendem a iguaria de 10 a 20 reais.
.
Depois de ser denunciado recentemente um falsário pela internet, que já estava vendendo ingressos para os jogos da Copa de 2014 no Brasil, surgem esses novos especialistas de mercado, os “cambistas de latas”.

5 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Welcome Ozeas

Walter Carrilho disse...

Rapaize! Seja bem vindo de volta! E veja se volta para ficar! U-hu! abração.

tunico disse...

Grande Ozéas! Benvindo de volta.Espero que de vez. Posso colocar seu link de volta no lugar dos ativos?

Star disse...

Ozeas, falsários e cambistas no Brasil nascem em pencas, nem há o que comentar.

Agora a Nestlé já fez esse tipo de promoção no Campeonato Paulista, mas para todos os jogos, bilheteria completa e troca dos ingressos com 15 dias de antecedência, deram certo.

Só em um jogo, com uma torcida grande, pouco tempo para troca de ingressos e menos da metade da bilheteria, só poderia dar no que deu.


Eu já coloquei seu link de volta no lugar

Acredito em sua volta!

Serjão disse...

rapaz...vc viu quanto vagabundo? O que estes caras fazem na vida para estar em pleno dia útil comprando ingresso? E não me venha falar em paixão ou fanatismo. É pura vagabundagem mesmo. Não sei não. Mas este episódio define perfeitamente o que é este país.

E quanto ao falsário vendendo ingresso nda mais foi do que o palomon Chunchon, um personagem do "Blog chorumelas" de matar dd rir;. Eu já os abordei lá em casa durante seu exílio: http://serjaocomentadoceu.blogspot.com/2007/08/me-venha-com-chorumelos.html
os caras deram um show de originalidade com este papo de ingresso.

abs