Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

24 setembro, 2008

In vino veritas

Quem já não tomou “algumas” a mais e pagou aquele “mico” especial? Quem não teve seu “day after” de promessas e juras, “nunca mais vou beber”, que atire a primeira pedra.

Coitado do cachorro que teve que ouvir um monólogo alcoólico, ou do travesseiro que teve que ser lavado e levado ao sol até o mau cheiro sumir... deixa pra lá, se o passado te condena, pelo menos tenha orgulho do vexame e pendure na parede o título de “bêbado da noite”, afinal, aquele dia em especial é pra ser lembrado, e quem sabe, até comemorado com mais uma rodada.

Pois é, enquanto para uns a descontração é a palavra chave no trato com a bebida, para outros, a “marvada” é reveladora, que o diga Ronaldo, o “fenômeno”, novamente nas manchetes, aprontando e se revelando sob o efeito da “água que passarinho não bebe”.

Deu na coluna “Gente Boa” do “O Globo”, que na festa de comemoração dos seus 32 anos, após algumas doses a mais, o “fenômeno” teria tentado dar um “selinho” no seu cunhado Caio.

O consorte teria reagido com um tapa no rosto do craque, doublé de embaixador da UNICEF, empurrando-o para distancia segura dos seus carinhos e proferido a seguinte pergunta/exclamação: “Qué qué isso, rapá, tu tá me estranhando?!” Não fosse o pessoal do “deixa disso”, a coisa teria degringolado e descambado pra pancadaria (
leia mais).

Com histórico no mínimo suspeito, considerando seu affair com André Luís Ribeiro Albertino, conhecido como Andréia Albertini, travesti recolhido na Av. Sernambetiba, no Rio de Janeiro, junto com outras duas companheiras, que após um programa mal resolvido no Motel Papillon, resultou num passeio à 16º DP, Ronaldo agora tem pela frente mais essa “polêmica” pra enfrentar (
lembre aqui).

O efeito da bebida é mesmo complicado, varia no resultado para cada um, parece que enquanto para alguns a bebida serve para soltar a língua, para outros serve para soltar o... deixa pra lá, o Blog ainda é familiar.

2 comentários:

Magui disse...

Com a maturidade chegando, as mazelas de carater vão recrudescendo.Ou vc esqueceus-e que ele entregou a Copa na França...

paschoal disse...

Alguém ja disse que c* de bêbado não tem dono, parece ser verdadeira esta afirmação.
Quem diria que outro dia ele dizia estar "ficando" a peso de ouro com a graciosíssima ciccareli!?