Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

11 agosto, 2006

11 de agosto

Hoje é dia do Advogado, infelizmente não sou mais, minha função pública me impede do exercício daquela que considero a mais linda das profissões, a advocacia.

O Grande Arquiteto do Universo na sua glória maior resolveu me compensar das frustrações, por não mais exercer a advocacia, me fez professor de Direito, assim permaneço na alma um pouco Advogado.

Muito se oferecerão em escrever homenageado esse dia, como também não faltarão os críticos ferozes, por vezes generalistas, contra os que desonram a profissão. Qualquer palavra é bem colocada, pró ou contra, no que diga respeito aos principais profissionais do Direito. Como bem lembra a OAB, “não a democracia sem justiça, não há justiça sem Advogados”.

Minha homenagem é um pouco diferente nesta data, vou me reportar aos tempos de estudante destacando a alegria do bacharelando em Direito. Uma das datas mais divertidas para nós, ainda estudantes, era o 11 de agosto, quando nosso grupo de colegas/amigos da faculdade se reunia para a noite aplicar o famoso “pendura”. Prática também criticada por muitos, mas admirada pela estudantada, que no final, ruim de tudo, dava prestígio ao restaurante com sua divulgação na imprensa.
(Leia mais sobre o “pendura” aqui)

Por isso estou publicando minha homenagem ao dia do Advogado somente agora, a noite, evitando fazer muito barulho, não prejudico ninguém nessa louca e inesquecível aventura.

A propósito, hoje também é o dia do garçom, portanto, um pendura que se preze não pode esquecer de deixar diretamente nas mãos dos garçons os famosos 10% da despesa. No mais é torcer para que o dono do luxuoso restaurante escolhido tenha bom humor.

8 comentários:

Elaine disse...

Ozéas, antes de qualquer coisa, Feliz Dia do Advogado! Que seu dia tenha sido ótimo!!
Quanto a carreira, apesar de tudo e assim como você, continuo achando "O Direito" uma das mais belas profissões.
Não sei o quanto te pesa não advogar, mas tenho certeza que o peso para seus alunos é muito grande e também uma grande honra tê-lo como Professor. E, para nós blogueiros, não é diferente. Ter você como nosso amigo e mestre, é simplesmente demais.
Bom final de semana advogado, professor, teacher, tio querido e grande amigo.
beijins...Elaine Paiva

Walter Carrilho disse...

Posso fingir que sou aluno de direito e pendurar a conta? Ex- aluno de jornalismo não pode criar o dia da pendura também? Ah, que pena.

Pena mesmo é ter uns picaretas difamando a profissão com atitudes crimonosas...

Blogue da Magui disse...

Sabe que esse costume e regional? Nunca ouvi falar em Belo Horizonte ou ES.

Serjão disse...

Ozeas, Vc sabia que o Eurico Miranda é advogado? (rs)
mas falando seriamente muitsa felicidades por que vc é algo mais do que advogado. Vc forma advogados. E isso não tem preço. Um forte abraço;

Alice disse...

Parabéns teacher :).
Bjins

S0MBR4 disse...

com tanto escandalo, esse ano o dia do pendura nem ganhou as manchetes de sempre...

PS: eurico tem registro na OAB? nao cassaram isso ainda nao?!?!?rs

+ Kazzx + disse...

Caro Ozeas,

Estes donos de restaurante são todos uns mal humorados mesmo, veja só a noticia no link abaixo:

http://setecidades.dgabc.com.br/materia.asp?materia=544725

Aqui no ABC eles (os calouros) tinham até um grito de guerra.....não lembro bem qual era...

Abçs

vera disse...

Olá mestre Ozéas: dia do advogado é todos os dias aos que honram a profissão, com dignidade. Fiz uma descoberta, gostaria de visse o que postei, pois receio que nos aconteça igual.:-) Bjs de fã