Minhas opiniões e publicações, expostas neste espaço, são reflexões acadêmicas de um cidadão-eleitor, publicadas ao abrigo do direito constitucional da liberdade de expressão

"Por favor, leia devagar." (Ferreira Gullar)

04 novembro, 2006

Monstros marinhos

Ainda travado na garganta o resultado eleitoral, o autor do Blog do Ozéas passou a ler um pouco mais, na tentativa de entender como a maioria de uma sociedade permite ser espoliada e tratada como gente de segunda classe, vivendo de benesses populistas ou as custas do aparelho governamental, enganada por poderosos que se apropriam do Estado em nome do povo.

O que mais incomoda não é o modelo econômico que restará provado como fracassado no final da estória, mas a moeda de troca nessa barganha eleitoral, pão por liberdade. É a vitória da presença máxima do Estado em detrimento do mínimo de espaço individual.

Quanto à liberdade e o Estado, texto bastante interessante é o de Michael Alexandrovich Bakunin, Deus e o Estado, nele o seu autor já em 1871 tecia considerações sobre a liberdade individual e alertava sobre os riscos do Estado como produtor do bem, o Blog segue reproduzindo duas reflexões do autor:

Enfim, o homem isolado não pode ter a consciência de sua liberdade. Ser livre para o homem, significa ser reconhecido, considerado e tratado como tal por um outro homem, por todos os homens que o circundam. A liberdade não é, pois, um fato de isolamento, mas de reflexão mútua, não de exclusão, mas de ligação...

A revolta é muito mais fácil contra o Estado, porque há na natureza do Estado alguma coisa que leva à revolta. O Estado é a autoridade, é a força, é a ostentação e a enfatuação da força. Ele não se insinua, não procura converter: sempre que interfere, o faz de mau jeito, pois suas natureza não é de persuadir, mas de impor-se, de forçar. Inutilmente tenta mascarar esta natureza de violador legal da vontade dos homens, de negação permanente de sua liberdade. Então, mesmo que determine o bem, ele o estraga, precisamente porque ordena, e porque toda ordem provoca e suscita revoltas legítimas da liberdade; e porque o bem, no momento, da moral humana, não divina, do ponto de vista do respeito humano e da liberdade, torna-se um mal.

12 comentários:

Blogue da Magui disse...

Quando o povo tinha que preencher cédulas era vantajoso manter o povo na miséria e na ignorância para ficar com as riquezas da nação.Agora o voto é apertar teclas e qualquer um sabe fazer.80% da riquesa nacional está nas mãos de 10%.O resultado é este.Um igual na presidência mais os votos dos funcionários públicos bem pagos que querem manter as benesses.A classe média omissa é que se dane.

Anônimo disse...

CONTROLE DA INTERNET

VAMOS NOS PREPARAR PARA DESOBEDECER ESTE TOTALITARISMO!!! ENTÃO TERÃO QUE ESCANCARAR SUAS INTENCÕES TOTALITÁRIAS E ATACAR ABERTAMENTE A DEMOCRACIA DANDO MARGEM LEGAL PARA INTERVENCÃO ATÉ PELAS FORCAS ARMADAS!!!

ELLES TÊM SIDO ESPERTOS ATACANDO A DEMOCRACIA POR MECANISMOS LEGAIS, TEMOS QUE FAZÊ-LOS MOSTRAR A CARA PARA TB TERMOS COMO REPELIR LEGALMENTE SEM QUE ELLES POSSAM POSAR DE VÍTIMAS DE GOLPE DA 'ZELITE'.

COLEGAS DEMOCRATAS, 4 ANOS É POUCO PARA DESCONSTRUIR ESTA CORJA E JÁ VIMOS NO QUE DEU NÃO TRABALHARMOS PESADO CONTRA ELLES. VAMOS NOS EMPENHAR MAIS, VAMOS 'TRADUZIR' FATOS DE FORMA BEM EXPLICADA, IMPRIMIR E DISTRIBUIR AO POVO.

POR EXEMPLO, NÃO ADIANTA DIZER QUE ROUBARAM 100 MILHÕES, TEMOS QUE EXPLICAR TB O QUE DARIA PARA SER PAGO COM ESTE VALOR (10.000 CASAS, COISAS DA REALIDADE DO POVO) PARA QUE O POVO ENTENDA BEM O QUANTO ESTÁ SENDO ENGANADO.

SE ELLES GANHAREM EM 2010, NOSSA ÚNICA SAÍDA SERÃO AS FRONTEIRAS E ADEUS BRASIL!!!

+ Kazzx + disse...

CAro Ozeas,

Passando para deixar um olá e lamentando a sua ausência no Kazzx,


Abçs

Nat disse...

Mestre Ozéas, "liberdade por pão". Que brilhante definição! Sabemos que o projeto de poder do PT está a pleno vapor. Sabemos que a oposição não tem culhões de ser... oposição!

Será que chegou a hora do liberalismo sair do armário?

BJs

Vera disse...

Olá mestre Ozéas: sempre é bom refletir muito, passei aqui e te deixo um beijão de fãzona. :-)

Alexandre, The Great disse...

Professor Ozéas.

Bakunin dá a dimensão exata dessa relação entre povo e Estado, opressor X oprimido, protetor X protegido.
O "Mago da Política Prostituída" fez o povo acreditar em ídolos de barro e bezerros de ouro; diz que se lhe cortarem os braços, acenará com os braços do povo; se lhe cortarem as pernas, andará com as pernas do povo e se lhe arrancarem a cabeça, pensará com a cabeça do povo. É algo profético, está nas Sagradas Escrituras. Acontece que as mesmas também dão conta da chegada do Juízo Final; e os falsos profetas e seus seguidores serão julgados e sentenciados à morte.

Pobres daqueles que trocaram suas almas, seus valores, sua honra, pelo sêlo da bêsta - a esmola que os seduziu e corrompeu será a mesma que os levará à ruína e ao desespero.

O Brasil levará 50 anos para retornar ao estágio de evolução que se encontrava em 2003, caso consiga se livrar da "peste".

Jorge Sobesta disse...

Ozéas,

O que aconteceu foi que botaram "coisas" na água, só pode.

Um abraço e bom final de semana.

Santa disse...

Por um post como esse é que vc não pode ficar tão ausente. Bjs

Serjão disse...

Faço minhas as palavras da Santa. Mas como vc definiu o Estado é sempre aquele guarda chuva que não protege ninguém a não ser que está no poder. Aí vem a tentativa de perpetuação. Quanto a ser violador legal isso acontece por que as pessoas o preferem assim. É mais cõmodo para elas mesmas.

Abração

Serjão disse...

OZeas
Se puder dê uma lida em
http://serjaocomentadoceu.blogspot.com/2006/11/globo-reprter-vergonha-que-se-tornou.html

Gostaria de um comentário seu principalmente para o terço final do Post;

PS: Não é spam (rs)

Santa disse...

Ozéas querido,

Abdel Kareem Nabil Soliman, um bloguer egípcio de 22 anos encontra-se preso pelas autoridades devido a opiniões publicadas no seu blog. Convido todos os que por aqui passam a assinar a petição online pedindo a sua libertação. Mais informação disponível no site Free Kareem!

Petição:
http://www.hamsaweb.com/c2/home.php?id=Kareem

Sidali disse...

Essa citação aí embaixo também é de Bakunin...
Volte a escrever no blog, este admirador sente falta!

Fraternais Abraços

Sídali

"Assim, sob qualquer ângulo que se esteja situado para considerar esta questão, chega-se ao mesmo resultado execrável: o governo da imensa maioria das massas populares se faz por uma minoria privilegiada. Esta minoria, porém, dizem os marxistas, compor-se-á de operários. Sim, com certeza, de antigos operários, mas que, tão logo se tornem governantes ou representantes do povo, cessarão de ser operários e por-se-ão a observar o mundo proletário de cima do Estado; não mais representarão o povo, mas a si mesmos e suas pretensões de governá-lo. Quem duvida disso não conhece a natureza humana."